Compliance da J&F vira case para instituição jurídica da América Latina

A Associação Latino-Americana de Advogados Corporativos (LACCA), entidade que reúne os principais líderes de departamentos jurídicos da América Latina, acaba de publicar em seu site uma longa reportagem sobre as políticas de compliance que vêm sendo adotadas pelo Grupo J&F.

Entrevista de Emir Calluf Filho, no portal da LACCA, mostra as iniciativas promovidas pelo Departamento de Compliance da J&F

A tarefa de detalhar todo o percurso seguido pela holding até os dias de hoje ficou a cargo do diretor de Compliance Corporativo da J&F, Emir Calluf Filho. Ele participou da 5ª cerimônia anual da instituição e ganhou o “Oscar” do Direito latino-americano na categoria “Compliance Counsel Award” (Advogado de Compliance do Ano).

“Esse foi um dos maiores desafios de compliance do mundo e foi isso o que realmente me motivou a aceitá-lo”, afirma o executivo na matéria que está em destaque na seção de notícias do portal da LACCA.

Entre outras questões, Emir Calluf Filho explica as iniciativas desenvolvidas pelo Departamento de Compliance. Isso resultou em uma mudança na cultura de todas as empresas que compõem a J&F, além de seus profissionais, colaboradores e fornecedores.

Compliance da J&F conquistou, recentemente, uma das premiações anuais da LACCA

“Em termos gerais, traçamos um mapa dos riscos em todas as empresas do grupo, renovamos os códigos de conduta, criamos linhas diretas independentes e melhoramos as políticas de compliance. Foi uma enorme quantidade de trabalho”, afirma.

O diretor da J&F remonta a um mantra próprio para destacar a importância das políticas de compliance em uma organização e o que espera para o futuro da J&F: “Uma das razões pelas quais eu aceitei este desafio, em primeiro lugar, foi porque eu realmente acredito que este programa de compliance tem um peso tão grande que não é apenas capaz de mudar uma empresa, é capaz de mudar toda uma companhia e certamente pode ajudar a mudar o país.”

Confira aqui a íntegra, em inglês, da reportagem da LACCA realizada com Emir Calluf Filho.

Eldorado Brasil tem melhor resultado de sua história

A Eldorado Brasil registrou EBITDA (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) de R$ 921 milhões. A margem de 69%, alcançada no terceiro trimestre de 2018, é 84,2% maior do que a alcançado no mesmo período do ano passado.

Empresas do Grupo J&F têm resultados expressivos no 3º tri

Índice de alavancagem da Eldorado fica abaixo de 2 vezes pela primeira vez na história

Outro desempenho importante foi a redução da alavancagem em dólar para 1.96 vezes nos últimos 12 meses. Com isso, pela primeira vez na história da companhia, o índice ficou abaixo de 2 vezes. A conquista representa uma diminuição de 38,5% em relação ao mesmo período de 2017 – queda de R$ 668 milhões na dívida líquida.

A empresa obteve ainda recorde de produção, que ficou em 455 mil toneladas. O volume, que é o maior já produzido pela Eldorado, equivale a um crescimento de 16,5% em comparação ao terceiro trimestre de 2017.

Empresas do Grupo J&F têm resultados expressivos no 3º tri

Volume de 455 mil toneladas é a maior produzida pela companhia

As vendas também acompanharam esta evolução, passando de 408 mil toneladas para 447 mil toneladas (crescimento de 16,5%). Em termos globais, a região que mais adquiriu a produção da empresa foi a Ásia (41% do total de vendas), seguida por Europa, Oriente Médio e África (34%), América Latina (14%) e América do Norte (11%).

Graças aos bons números alcançados, a Eldorado Brasil foi eleita a melhor empresa do setor de celulose em 2018 pelo Prêmio Empresas Mais, do Estadão. A companhia segue focada no seu desempenho operacional, geração de caixa e redução de dívida.